Raças mais indicadas para famílias com bebês e crianças

Raças mais indicadas para famílias com bebês e crianças

Desde muito cedo, as crianças podem e devem ser apresentadas aos peludos. É muito importante que os pais expliquem aos seus filhos como tratar bem, cuidar, amar e respeitar os limites dos cães.

Todos os cachorros, se forem bem-criados e não apresentarem sintomas de agressividade, podem ser ótimas companhias para as crianças e os bebês. É claro que existem raças cujo temperamento dócil e a energia que têm de sobra podem ser muito legais e indicadas para os filhos.

Exemplos disso são o Golden Retriever, Labrador, Pug, Border Colie, Shitzu – desde os de grande porte até os pequeninos, pois também é muito importante ver o espaço que se tem em casa, para escolher o tamanho do animal.

Todas as mamães e papais que resolverem dar um peludo ao seu pequeno devem, se optarem por comprar um, ter a certeza de se tratar de um canil sério, conhecer os pais do filhote que escolheram e ver o temperamento deles, antes de levar o cão para casa.

Caso escolham a adoção, o ideal é fazer alguns testes para entender melhor o temperamento desse cão, pois, em muitos casos, não é possível conhecer os pais do peludo.

 

Por Ariadne Cardeliquio, adestradora da equipe Cão Cidadão.

Criada por Alexandre Rossi, a Cão Cidadão atua há mais de 15 anos com adestramento e comportamento animal. Oferece adestramento em domicílio, consultas comportamentais, além de uma agenda mensal de cursos e palestras. Tudo isso com muito amor e respeito. Para saber mais sobre a Cão Cidadão, entre em contato com a Central de Atendimento, pelo telefone (11) 3571-8138, ou acesse www.caocidadao.com.br.

 

Escrito por Dra Luciana Herrero Ver todos os posts deste autor →

Esclarecimentos: 1- Esse blog não substitui as consultas de pediatria ou consultas médicas em geral. Tem como objetivo promover educação em saúde, favorecer o vínculo familiar e o estímulo a amamentação. 2- Dra. Luciana Herrero, apesar de possuir a formação em pediatria, não realiza atendimentos pediátricos. Trocou a clínica pela educação. Atua somente como educadora familiar, escritora e coordenadora da Aninhare (www.aninhare.com.br).