Gestação não é hora de estresse!

Muitos casais trocam de domicílio ou fazem reforma em sua casa durante a gravidez. É uma necessidade quase incontrolável de preparar o ninho para a chegada do bebê, mas será este o momento mais adequado para fazer isto?

Um estudo demonstrou que 79% das mulheres grávidas interrogadas tinham em vista mudar de casa em razão do aumento da família, a chegada do bebê. Na verdade, não é propriamente a mudança e a reforma em si o problema, mas as perturbações e a ansiedade que acompanham essas alterações.

No livro “A vida Secreta da Criança antes de Nascer” Dr. Thomas Verny cita um relatório do Dr. Cohen que demonstrou que o estresse produzido na mulher pelo fato de mudar de casa durante a gestação havia retardado a formação da ligação entre mãe e criança após o nascimento.

Felizmente, se a gestante esta atenta e consciente ao grau de loucura que anda sua vida, ela pode procurar contrabalançar os efeitos nocivos dos hormônios do estresse com banhos de hormônios do afeto, através de momentos de relaxamento, celebração da gestação e, por que não, de bate-papo com o bebê no útero.

Não custa nada explicar ao bebê o que acontece aqui fora, no mundo, contando a ele um pouco das loucuras e até das brigas do dia-a-dia, sempre ressaltando seu amor por ele/ela, e que você a/o espera de braços abertos.  Não deixe de pedir ao bebê para que ele espere o momento certo para nascer, para que não tenha pressa. Pode parecer brincadeira, mais os bebês escutam e muito!

Para saber mais, nos indicamos:

Palestra Gratuita: Palestra: como estimular o bebê desde o útero materno

 

 

Escrito por Dra Luciana Herrero Ver todos os posts deste autor →

Esclarecimentos: 1- Esse blog não substitui as consultas de pediatria ou consultas médicas em geral. Tem como objetivo promover educação em saúde, favorecer o vínculo familiar e o estímulo a amamentação. 2- Dra. Luciana Herrero, apesar de possuir a formação em pediatria, não realiza atendimentos pediátricos. Trocou a clínica pela educação. Atua somente como educadora familiar, escritora e coordenadora da Aninhare (www.aninhare.com.br).